Não, você não leu errado. Criar uma aliança linda e com um ótimo preço nunca foi tão fácil e nós vamos te explicar o motivo dessa afirmação. Todavia, antes queremos falar um pouco a respeito da personalização, uma palavra tão conhecida e querida por todos nós. Personalizar, como verbo transitivo, é tornar pessoal. Quem é que não gosta de tornar algo pessoal, não é mesmo? Hoje, diante de tanta visibilidade nas mídias sociais e tamanha acessibilidade à produtos, fica complicado ter algo único e com a sua cara, nós entendemos. Só que a Altar nasceu com o propósito de tornar os marcos importantes da sua vida em momentos ainda mais especiais.

Foto de aliança em caixa de joia.
Na Altar, é possível criar alianças únicas para o seu casamento.

Se você chegou até aqui, é porque provavelmente já conhece o nosso personalizador de alianças, correto? Se não, conheça agora clicando aqui. Bom, nesse configurador o designer de joias é você. Recentemente, nós escrevemos um artigo explicando mais detalhadamente o passo a passo da personalização de uma aliança modelo. Nesse post, falamos sobre cada umas das 6 etapas que você encontra no site. O que talvez não tenha ficado claro é que nenhuma das etapas são obrigatórias, ou seja, você não precisa personalizar 100% as suas alianças. Todavia, há algumas coisas que é possível fazer para diminuir o preço final das suas peças e é sobre elas que nós iremos falar hoje!

Escolhendo o perfil

Para resumir, o perfil é o formato externo de um anel. É a forma que você vê. Dentre os 20 tipos de perfis disponíveis no configurador de alianças da Altar, os perfis P2, P3, P5, P10, P17 são os mais baratos de todos. Isso porque, a quantidade de ouro que será utilizada na fabricação de peças com esses formatos será menor. Assim, o preço também será menor. Vamos supor que você tenha escolhido o perfil 5, a forma padrão do personalizador.

Print da tela do personalizador de alianças da Altar.
Página inicial do personalizador de alianças da Altar.

Nesse caso, perceba que, além dos valores das alianças serem diferentes (elas têm tamanhos distintos), eles sofrem alterações à medida em que você muda os perfis. Para criar o modelo de hoje, permaneceremos com o P5 para mostrar à você que é possível criar alianças de casamento lindas e baratas. No próximo passo, o da definição das medidas, há a possibilidade de modificar a largura e a altura das peças, conforme mostra a imagem abaixo.

Print da tela do personalizador de alianças da Altar.
Quanto menor a largura de uma aliança, menor o preço dela.

Aqui, veremos algo (não tão) extraordinário acontecer: o preço cair. As medidas seguem a mesma lógica do perfil, quanto menos ouro gastar, mais barato as alianças ficarão. Assim, escolhemos uma largura de 3.5 milímetros e uma altura de 1.3 milímetros. Reparem que, a partir daqui, o valor das alianças despencou. De um total de R$4.732,09 para R$3.215,88. Uma economia de, aproximadamente, mil e quinhentos reais.

Print da tela do personalizador de alianças da Altar.
Diminuir a larguras das suas alianças é boa saída para diminuir o preço final do par.

A próxima etapa de criação é a escolha do metal – ou as escolhas. Nessa fase, você pode escolher manter apenas um metal ou deixar a sua criatividade decidir entre 2 ou 3 tipos de metais. O mais legal dessas opções é pode brincar de todas as formas possíveis. Para o nosso modelo, escolhemos divisões bicolores, sendo a prata polida a outra componente das peças.

Print da tela do personalizador de alianças da Altar.
Escolher outros metais além do ouro também diminuem o preço final das joias.

Vale ressaltar que, nessa fase, pouco importa o tipo de acabamento para o preço final. Seja polido, jato de areia ou martelado fosco, o valor será praticamente o mesmo… ou seja, aqui o critério é livre!

Print da tela do personalizador de alianças da Altar.
Os acabamentos dos metais podem dar um charme a mais nas peças.

Escolhemos o acabamento diamantado para ambos os metais para darmos prosseguimento ao processo de criação. Perceba que o preço variou pouquíssima coisa. Na etapa de entalhes e bordas, decidimos prosseguir sem acrescentar esses detalhes às peças de hoje.

Print da tela do personalizador de alianças da Altar.
Na Altar, a escolha da quantidade de pedras não interfere muito no valor final da joia.

As escolhas do tamanho das pedras, o tipo de lapidação e a quantidade, também não interfere muito no preço final, conforme pode ser observado na imagem acima. Além de não modificar o gasto de forma significativa, as pedras dão um charme a mais nas joias, você concorda? A etapa da gravação não modifica o valor. Por isso, não passaremos por ela.

Agora, você pode estar se perguntando qual seria a próxima fase, já que passamos por todas as 6. Lembra que a ideia é te mostrar que é possível ter alianças de casamento personalizadas, exclusivas e pagando pouco por isso? Pois bem… vamos imaginar que o preço de R$ 2.481,62 ainda esteja alto para o seu orçamento. Que tal retornar à etapa dos metais e diminuir ainda mais a largura das peças?

Print da tela do personalizador de alianças da Altar.
Quanto menor a largura de uma joia, menos ouro será necessário para produzi-la, o que diminuirá o preço final da peça.

Para chegarmos ao preço final do par de alianças de casamento de R$ 2.142,81, diminuímos a largura do perfil para 2.5 milímetros, e o tamanho das pedras para 1 milímetro, apenas para harmonizar melhor (a diminuição do tamanho das pedras não interferiu no valor descrito). O resultado final foram joias minimalistas, exclusivas, personalizadas e baratas!

Foto de par de alianças de casamento criadas pela Altar.
Par de alianças de casamento criadas pela Altar.

Já se imaginou usando essa aliança super charmosa?

Deixe uma resposta