Se você está planejando abrir um négocio ou acabou de abrir, deve estar se deparando com alguns desafios. O que é perfeitamente normal. Mas, tenho certeza que o resultado de realizar seu sonho e de trabalhar para si mesma valerá a pena no final. Para te ajudar nesse processo, confira esta lista de dificuldades comuns no empreendedorismo e dicas de como superá-las.

Empresária olhando pela janela com rosto sério e braços cruzados.
Os desafios podem mudar de pessoa para pessoa, porém, tentei trazer os que se repetem. (Reprodução/Pexels)

1- Burocracia

Após decidir com o que irá trabalhar, quais são seus objetivos e qual é o seu público, chega o momento de colocar em prática. Algumas pessoas começam a vender para os mais conhecidos ou trabalhar de forma informal.

Quando se abre uma empresa de fato (independente do tamanho) surgem diversas burocrácias, principalmente no Brasil. Por isso, é importante contratar um contador para te ajudar nessa jornada e facilitá-la. Desde procurar pela disponibilidade do nome da empresa na Junta Comercial, fazer contrato social, obter o CNPJ, liçencas específicas, etc. Vou deixar a indicação de dois sites que mostram um passo-a-passo: o Contabilizei e o BuyCo.

2- Concorrência

Existem algumas ideias pioneiras, como a Uber, o IFood, etc. No entanto, de forma geral, em cada ramo de négocios existem diversas empresas parecidas. Por exemplo, quantas lojas de roupas, você conhece? Muitas. Mas ao mesmo tempo, cada uma tem sua clientela, pois, as pessoas compram em lojas diferentes. Isso ocorre, porque determinadas características atraem públicos específicos.

Portanto, é essencial definir bem quem será seu público-alvo (sua persona). Em seguida, encontrar qual é o diferencial da sua marca, o que você tem que as outras não. Para exemplificar, continuemos nas lojas de roupas. Vamos supor que você quer vender camiseta de banda de rock. Existem muitas nesse segmento, então teria que se diferenciar, seja usando tecidos diferentes, fazendo um design exclusivo, desenhando caricaturas dos cantores, entre outros. Bem como, um atendimento diferenciado, respondendo todos, fazendo uma entrega perfeita (sem rasgos e manchas nas camisetas), dando brindes…

Rua de uma cidade com várias lojas, prédios e pessoas andando.
Lembrando que, é necessário saber se seu público quer o que você propõe. E conseguir se adaptar dependendo do que eles estão querendo. (Reprodução/Pexels)

3- Marketing

Para conquistar seu espaço entre seu público ideal, é preciso que eles conheçam seu produto/serviço e entendam qual proveito terão ao adquirir.

Através do marketing, você consegue alcançar mais pessoas e mostrar quais as vantagens tem a oferecer. Desde divulgação do produto, um site bem feito, publicações nas redes sociais, até campanhas pagas. Para decidir quais veículos você irá utilizar, olhe seu orçamento disponível e em que canais a sua persona se encontra. Para alguns será as redes sociais, enquanto para outros é o carro de som.

4- Contratar funcionários

No ínicio, pode ser complicado contratar muitos funcionários. Afinal, o retorno financeiro não é de imediato. Entretanto, assim que as vendas começem a aumentar, é fundamental ter quem possa te ajudar. Não apenas porque não se consegue fazer tudo sozinha, mas também, porque pessoas diferentes trazem conhecimentos distintos. Visto que, elas são formadas em outras áreas, tiveram outras experiências e portanto outras ideias.

Além disso, chega a parte de contratar, em que é preciso analisar currículos, chamar para entrevistas e escolher. Definitivamente, é algo cansativo, mas de extrema importância. Normalmente, os anúncios de vagas dizem apenas a função, a formação e a experiência necessária. Contudo, isso é muito abrangente e chama pessoas que não se enquadram nas suas expectativas. O que pode ajudar é deixar bem claro o que busca, a partir de uma descrição do cargo e as habilidades necessárias para exercer ele (é falar bem em público? É ser criativo? Racional?).

Funcionários sentados em uma grande mesa de escritório.
Não é a quantidade, é a qualidade da equipe e de como ela colabora entre sim. (Reprodução/Pexels)

5- Gestão de pessoas

Com a equipe formada, é preciso lembrar que cada funcionário é uma pessoa única, com opiniões, vivências, dificuldades e talentos. O que significa que alguém tem que saber gerir, de modo que todos se sintam bem, fiquem mais preparados, se tornem uma equipe realmente e construam uma cultura organizacional. Quem exerce essa função, normalmente, é o RH (recursos humanos).

Para isso, são estabelecidos os cinco pilares da gestão de pessoas: motivação, comunicação, trabalho em equipe, competências e desenvolvimento.

6- Inovar

Sempre surgirão novos concorrentes, que trarão novidades. Por isso, é necessário que sua empresa busque por atualizações, novidades, novos benefícios, expanção dos produtos, parcerias com outras empresas, influencers, etc.

Al´guem segurando uma lâmpada
Para isso, é preciso estar sempre se informando. Bem como, saber identificar o que o público está precisando. (Reprodução/Pexels)

Essa lista de dificuldades recorrentes do empreendedorismo ficou mais focada na parte prática da empresa. Porém, existe a parte pessoal também, como saber lidar com o estresse, a timidez, etc. A qual vou abordar na semana que vem, então fique ligada para não perder. Ademais, não se esqueça de comentar o que achou do post e me contar se tem outra dificuldade que está te atrapalhando.

Comentários (2)

Deixe uma resposta